Segredos


Escapa-nos por entre os dedos
Vai embora e nos trai
Alimenta os nossos medos
Como uma folha seca que cai.
Chamo-a, mas me ignora
E estando já distante se vai
Apenas fica o olhar que chora
Como uma folha seca que cai.
Lamento por tudo o que existe
Clamo em nome do Pai
Vejo o meu destino tão triste
Como uma folha seca que cai.
O meu desejo seca
E a alegria me diz bye-bye
Mas se o mundo todo peca
E fica como uma folha seca que cai.
Por entre os dedos
Estes agora ao qual refiro
Sei de alguém que sabe os meus segredos
Até o ultimo suspiro!

(OSA)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas