PONTA DE GIZ



Vivo em meu mundo
Longínquo e profundo
Cantigas de amor.
Sonho ou realidade
Fez minha felicidade
Curar minha dor.
Na outrora vida errônea
Foi com ela minha insônia
Restam: sonho, rosa e flor.
Hoje durmo tranqüilo
Com meu estilo
Meu ideal suor e calor.
Oh! Ubatuba; Ipanema
Musas de meu poema
Meninas do litoral!
Oh! Bertioga; Peruíbe
É a minha Cuba Libre
Litorânea sensual.
Oh! Guarujá e Parati
As ondas balançam por ti
Nesta manhã especial.
Oh! Fantasia minha aurora
Meu mundo minha história
Realidade nos espera.
A amizade que nos une
Expulsa a inimizade que até zune
Indo embora esta fera.
Chove pétalas de rosas
Alimentando nossas prosas
Em flor de primavera.
Oh! Adorável verão
Que aquece meu coração
Acariciando-me em luz.
Oh! Sol que me ilumina
Que veste minha sina
E com teus raios me seduz.
Tua força me aquece
Enlouquece; fortalece
 Meus tristes olhos nus.
Oh! Realidade fantasia
Que traz saudade e agonia
Só pra quem sabe amar.
Suas palavras... Já nos diz:
Oh! Machado de Assis
Não quis eu a tua fama.
Quero um dia ser feliz
Deitado em minha cama
Refletindo o que não fiz.
E um dia em classe aberta
E a sabedoria descoberta
Cubro-lhes eu com o meu giz.
1h45min
(OSA)

Postar um comentário

Postagens mais visitadas