FERNANDA

Essa madrugada eu acordei angustiado
Essa angustia atormentou-me a alma
Sonhei que não era mais seu namorado
E esse mal estar abateu-me a calma...
Rolei na cama de um lado para o outro
E sem resposta alguma sua eu temi
E essa coisa estava me deixando louco
Que por pouco quase enlouqueci...
Repetidas vezes eu lembrei teu nome
E permiti então uma prece ao Pai
Uma voz eu ouvi: olhe o telefone...
E uma “boa noite” sua aliviou meu “ai”.
Entretanto assim
Sinto uma tristeza
Que se apossou de mim
E não é de minha natureza...
Só uma resposta sua
Melhor me fará sentir
Enquanto sob a lua
Eu estou a refletir!
Eu penso na alegria
Que proporcionou a nós
E agora em agonia
Imploraria por ouvir a sua voz...
Nanda você tem sido o remédio
Pra acabar com a minha solidão
Livrou-me de um tédio
Que eu pedia pra ir embora e ele dizia não!
Deu-me alento e alívio qual nunca eu senti
Alegria em minha vida brotou como a flor
Fernanda o seu nome rima com Osny
E Osny em tua vida rima com amor!
Ai! Quem me dera eu fazê-la feliz
Da mesma maneira como agora estou
Queria ser o cara que você um dia quis
E a pessoa com a qual sempre sonhou!
Temo muito não poder dar-lhe conforto
Mas o meu amor Fernanda borbulha por ti
Quero sempre passear com voce no horto
Lá em Angra, em Pampulha ou em Parati.
Devia agora rasgar esse poema
Ou apagá-lo do meu computador
Como a canção voce é minha Asa Morena
Sugiro como resposta chamar-me de amor. 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas