LÁGRIMA DE MOÇA


A abelha faz o mel
Pra nossa boca adoçar
A noiva usa o véu
Para o relacionamento apimentar
Você tirou o chapéu
A quem estava de planos lhe enganar
Os bons vão para o céu
E outros vão pagar
Então levante a cabeça
Pois você é linda!
Tem homem a beça
Por você na fila ainda!
Eu sei que a vida é dura
Ao escolher o seu amor
Mas a duvida que perdura
Antecede a sua dor!
Bem melhor é no inicio
Que depois do casamento,
Lá na frente se torna um precipício
E o começo de um longo sofrimento...
Eu sei que o mel é doce
E tudo que é doce nos vicia
Levante a face faça pose
Pois está armada com essa poesia!
E jamais se esqueça minha criança
Que deveras sublime é a tua força
E o que tem mais forte é a sua esperança
Juntamente com lágrima de moça!
Alves, Osny de Souza.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas