Reflexão 2010



A prisão a qual pertenço
É uma terrível imensidão,
Se eu chorar não terei lenço
De companhia somente a solidão!
O meu dia é diferente
Quando começa a semana,
No sábado a solidão está atraente
Linda, mas insana!
E o sofrimento que eu sinto
Por não ter ninguém para amar,
Quando me perguntam, minto.
Para não ter que chorar!
Essa situação está tão séria
Que não posso achar uma saída
Quero tanto sair dessa miséria
E bruscamente melhorar de vida!
Ninguém me ama verdadeiramente
E eu tão pouco amo...
Esse sentimento estranhamente...
É irreconhecível que não me engano...

Postar um comentário

Postagens mais visitadas