Karla


Eu sou o mago
Da minha canção
Troco um afago
Por seu coração.
No bolso eu trago
Só uma “Exceção”
É mar não é lago
Nas ondas da emoção!
Acaso fora complexo
É difícil dizer...
Mas o amor vem anexo
Ao meu bem querer!
Vejo um foco
De adrenalina
E o cupido eu soco
Por você menina.
Tomo o arco
E atiro eu mesmo
Fujo num barco
Se não viro torresmo.
Sou perseguido
E jurado de morte
Por outros cupidos
Que desconhecem a minha sorte!
Deixem de alarde
Já usei as mil flechas
Agora é tarde
Já acertei todas elas na Karla!
Agora é curtir
E posar para foto
Com ela me divertir
Em cima de uma moto.
Afinal sou o mago
Da minha canção
Então dou um trago
Na cortina de sedução.
Eu sou gentil
E verdadeiro
Muito sutil
O ultimo cavalheiro.
Mas eu detesto
Ser chamado de orgulhoso
Também não sou modesto
E me acho gostoso.
Falam que sou metido
Por eu ser assim
Mas não fico ofendido
Por querer a Karla junto a mim.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas