Grifo Janne e a Fênix


Sobe por tuas costas desnudas
O mais antigo e lendário Grifo
Deixando as pessoas mudas
Que até eu me encafifo!
Ao lado surge à fênix  
Agora nas costas nuas de uma mulher!
Como nos filmes de Matrix
Seduz a quem quer e a quem não quer!
Subiu por sua silhueta
Devagarzinho a mão do artista
Livrou-a de sua camiseta
Fez se então grande desenhista.
Quão admirável agora
Que a vejo em corpo desnudo
Corpo de leão cabeça de águia
Braceletes, espada, escudo.
Ao Grifo... Vida lhe deu
Voce Janne e o Tatuador
E a Fênix mais uma vez renasceu
Trazendo lhe mais vida e amor!
(OSA)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas