O BAILE DE FORMATURA


O agora é realidade
Que balança toda estrutura,
Olhos com reflexos de felicidade
Por chegar ao baile de formatura!
Sorrisos e taças
Casais bailando ao vento,
Mulheres divinas cheias de graça...
Amizade conquistada em outro momento!
Diversas famílias se formaram
Em uma tão bem unida,
Em seus filhos apostaram,
Serem valentes até na hora da despedida...
Fleches... Clicados...
Passos firme, destemidos.
O padrinho... Do pai ao namorado,
E moças desfilando com seus esplendidos vestidos!
Músicas, bem tocadas
Harmonia, amigos e emoção...
Fotos, lembranças estocadas,
No fundo do coração!
Abraços mais que verdadeiros.
Lagrimas na alegria investida.
O olhar para alguns é o derradeiro,
Quando posamos na despedida...
Sensação gostosa de vitoria...
Pelo caminho muitas vezes até sofrido!
A nós só restou viver a glória...
Por ver mais este dever cumprido.
Mulheres em desfile de divas e ninfetas
Homens finos de tamanha gala,
Faces femininas maquiadas, perfeitas!
Numa cena de filme que quase nunca se fala!
A arrumação do local é uma rima
Em seu encanto se faz poesia...
A cerimônia, uma obra prima,
Que vai da realidade a fantasia!
Como num conto de Walt Disney,
Mulheres e moças desfilam com elegância...
Imitam a leveza da garça e a beleza do cisne,
Na mais pura e bela excelência!
Ah!  Esta noite é como um sonho...
Que esperei nunca acabar!
A beleza purificou-nos como um banho
E o que foi um sonho nesta noite se fez realizar!
A noite finda...
E surge a alvorada,
Não sei se nos veremos ainda,
Por esta longa e longa estrada!
Rompeu-se a fita
Romperam-se os laços,
E a palavra mais dita...
Abraços!
E só resta então a nós
Nesta hora tão fatídica,
Mais uma vez o alçar de nossa voz...
Em calorosa despedida.

Alves, Osny de Souza.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas