BELA MORENA!



Morena de sorriso largo
E cútis castanhos,
Fez do meu olhar amargo
Virar doces sonhos!
Ali ajoelhada
Na minha frente...
Na poltrona debruçada
Sensual e atraente.
Sua voz melodiosa
Ecoava pelo ar!
Sua pele aveludada e sedosa...
Fazia me delirar!
Então sentei e escrevi
O que se pode chamar de poema
E assim eu resolvi...
Dar o nome de bela morena!
E ao saber que não quer crescer
Ficar criança no amanhã
Então compus só pra você
Discípula do Peter Pan!
Não sou o Capitão Gancho
Nem sou chegado a ser vilão
Mas com o papel eu me arranjo
E uma caneta na mão!
E assim vou caricaturando
No papel a castelhana
Pouco a pouco vou compondo
Minha musa Juliana!
(Osny de S. Alves)

Postar um comentário

Postagens mais visitadas