TESTAMENTO


          
Quero deixar minha marca
Nesse mundo de solidão
Aonde o ser humano enfarta
E morre sozinho na multidão!
Não deixo filhos e nem herança
Não tenho bens, raramente dor
Comigo morre toda a lembrança
Por isso hoje venho compor!
Talvez uns sintam a saudade
Que tanto! Tanto! Ouvi falar...
E outros tantos felicidade!
Por sobrar mais ar pra respirar!
Eu deixo aqui meu testamento
De tudo que vejo e o que vi...
Acaso não gostem... Lamento
Gostando... Carpe Diem!
Por aqui ando, por aqui componho
Aqui passei, aqui compus...
Escrevi do sentimento da razão e do sonho
E de tudo o quanto me seduz!
Basta o existir...
Pra eu transcrever!
Um único sorrir
Pra um novo mundo nascer!
Pode até ser tolice
O que aqui vou dizer
E se nunca o disse
 Agora vai saber...
Em época errada nasci
E creio nisto assim!
Desde pequeno percebi
O mundo ainda não está pronto pra mim!
Minhas idéias e meus ideais
O jeito fácil de viver
Sem guerra; sem ódio; somente paz...
É sobre vida que gosto de escrever!
Ainda assim deixo o meu encanto
Minhas palavras minha canção
E segue anexo ao meu testamento
Apenas uma palavra ao mundo: Atenção!

(OSA)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas