Caixa Eletronico





Tem gente que não percebe
Que é um incompetente,
Parece que recebe
Pra atormentar a gente!
Ficamos até por horas
Na fila destes bancos
Tem velhinho que até chora
Grávidas, idosos e mancos

Mas fico P da vida
Mas vai fazer o que!
Tem gente que me irrita
Parece que está no vídeo que
Fico me enervando
Guiando minha ira como um leme
E fico ali imaginando
O cara num vídeo game!

Não sei o que ficam fazendo
Em frente àquela máquina,
Estão rezando, esperando, torcendo!
Que saia o dinheiro por mágica!
E ficam ali enrolando
Um par de tempos,
Em um calor danado
Com um cara... Lento...

E a gente vai levando
A coisa desse jeito
Todo mundo acomodado
Todo mundo é amigo do peito
Queria ver se fosse noutro país
Onde todo mundo reclama
E se acaso se sente infeliz
Joga tudo por terra, tudo na lama!

É meio dia...
Sol escaldante
E um maluco lá no caixa fazendo firulinha
É irritante...
E um cara a minha frente com rezas e lamúria
E de repente perde a paciência,
Foi bem um dia de fúria
E agiu com negligencia
Tirou o cara lá de dentro
Com baitas safanões
Uma porrada na cabeça, bem ao centro
Parecia que o cara participava do clube dos anões.

Saiu de lá até meio atordoado
Um ato inoportuno
O povo teria que ser treinado
Ou ensinamentos desde a pré-escola pra cada aluno

Postar um comentário

Postagens mais visitadas