CINDERELA



Naquela festa enlouqueci
Quando com voce eu dancei
O amor tocou-me quando lhe vi
A partir dali me apaixonei!
Poucas palavras e muitos olhares
Ao som nostálgico daquela melodia
E até hoje por todos os lugares
Ainda perfuma o meu dia!
Eu a perdi por uns segundos
Em meio aquela multidão
Vasculhei da frente aos fundos
E encarei aquilo como um não!
Então o meu coração gritou
Quando vi que fora embora
E em minha mão ficou
Um chaveiro cor prata e flora.
Mas que lindo chaveirinho
Em forma de sandália
Como em um toque de carinho
Motivou-me a batalha!
Vasculhei toda a cidade
Por todo aquele ano
Mentindo para a verdade
Iludindo o desengano!
Bailes e danceterias
Bares e festas em geral
Eu a procurava aonde eu ia
Pois lhe achei especial!
Quase desiludido
E cansado de procurar
Aonde haveria escondido?
A garota que me fez então amar!
Sentei-me então na guia
Para ao menos descansar
Eis que um perfume preenchia
Todo aquele ar!
Aquele antídoto eu conheci
Tinha certeza era o dela!
Foi então que eu a vi
Minha linda cinderela!
Pude notar cada detalhe
Em um pulo dar mil passos
Amor assim eu sei que vale
Quando se rende aos meus abraços!
Como se estivesse a espera
De um príncipe encantado
Linda e meiga donzela
Pediu-me pra eu ser seu namorado!
Este foi o melhor presente
Que ate hoje eu ganhei
Então Feliz e sorridente
Esta historia filmei...
(OSA)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas