MIMO de BEBÊ


Toda linda e dengosa
Ela a pouco nasceu
Toda bela e mimosa
Com o tempo cresceu
Docinho feito de açúcar
Era o que ela parecia
Dos cinco a nossa caçula
Fartura de alegria
Quando ainda pequena
Era a cara da Joycinha
Uma fofura de menina
Era a nossa princesinha
Agora é uma linda moça
Uma verdadeira mulher
Anda sensual e charmosa
E já sabe o que quer!
Agora toda linda e sorridente
Não há nada que mais me fascine
Vê-la como mulher e atraente
Essa minha prima Karine!
Inteligente, gentil e educada
Tímida, dócil e prestativa
Divina, sutil e amada
Que lhe amar muito facilita
Aqui registro essa poesia
A minha prima Kaká!
Os marmanjos da freguesia
Não podem mexer, mas podem babar!

(OSA)
Postar um comentário

Postagens mais visitadas