Quase Diva...


 

Após aquele toque
Senti-me um carro velho,
Quase precisei de um reboque
Ah! Osny não vem com essa fala sério!
Tudo bem...
Já que é assim eu vou falar!
Mas será de alguém
Que parece se transformar.
Reparei que em seu olhar
Já não está igual,
Não sei o que a fez mudar
Mas sei que é algo especial!
O cabelo diferente
Acho que está mais amorosa...
Está até mais sorridente
E sendo flor bem mais cheirosa!
Até o toque de seus dedos
Imitam o veludo!
Nele esconde seus segredos
Mas em seus olhos vejo tudo...
Sou capaz até de ouvir
O seu discreto sussurrar!
Na leitura de seu corpo até sentir
O que está a desejar!
Sei que estuda a vasta mente
Mas não pode evitar...
Que eu leia seu subconsciente
Quando estou a te olhar!
Um dia eu ouvi
Que o olhar é a janela da alma...
E desde então eu percebi...
Não se assuste! Tenha calma!
Não há nada melhor que olhar pela janela
E vislumbrar a ingenuidade profana...
 Dar de cara com uma menina meiga e bela
Conhecida por Juliana!                             

  (Autor: Osny de Souza Alves)

Postar um comentário

Postagens mais visitadas