O Mar

 A espuma branca do mar
Em contato com as pedras
Qual saia rodada a tocar
Ora nela e em tuas pernas...
Ela tão docemente acaricia
Ousada feito rodado vestido
A tua pele aveludada e macia
Dando ao prazer algum sentido!
Nela vejo voarem gaivotas
Quais borboletas dançam no ar
Como os beija-flores as voltas
De uma linda rosa a beijar!
Ah natureza! Tão bela e tão pura...
Que só a mulher pode se igualar
Nada lhe impede nada a censura
Nada contém o seu desejar!
Barquinhos na agua são dedos
Que estão a pescar quase sempre
Buscando prazer, ou por segredos
Em suas pedras ou em seu ventre.
Olho ao céu o azul celeste
Que imagino o teu olhar,
E grato a Deus pois isto me destes
Este momento a contemplar!
A espuma branca do mar
Em contato com as pedras
Qual saia rodada a brincar
Em pleno ar em tuas pernas...

Osny Alves
1 comentário

Postagens mais visitadas