ÚNICO

Eu sou o mago da poesia
Da realidade e da fantasia
Com o teclado faço magia
Num jeito surpreendente!
Pois de repente escrevia
Sobre tudo o que eu via
Até mesmo a dor se alivia
E a tristeza já sorridente!
Eu trago paz ao coração
Ao você ler minha canção
Em uma simples oração
E me achará até vidente...
O apaixonado a suspirar
Até o desprezado a amar
O por do sol a beira mar
Tudo se torna empolgante!
Falo dos sussurros e gemidos
Mesmo dos amores proibidos
Olhares e desejos escondidos
Tudo Tão subliminarmente!
Descrevo o que traz o sexo
Toda a nudez lá no reflexo
O sentimento vem anexo
Valor esse de um diamante!
E então eu uso a minha rima
Talvez por baixo ou por cima
Já o leitor sempre se anima
Equilibrando o bem comum
Eu uso rima pobre e rima rica
Entretanto o que isso significa?
Mas aqui então eu deixo a dica
Eu sou tudo e também nenhum!
Escrevo quando estou triste
Se a alegria ou a dor existe
Se o pássaro tem ou não alpiste
Ou por alguém, algo ou algum!
Talvez eu seja mesmo um pirata
Mas não escrevo por ouro ou prata
Só navegar em minha fragata
Aceito um suco, mas não um rum!
Talvez único eu não seja
A inspiração sim me deseja
Em meus lábios toca e beija
Como eu? ...Cem mil e um.

By Osny

Postar um comentário

Postagens mais visitadas