DON JUAN


Deite agora em meu divã

E então comece a falar

Eu não sou seu Don Juan

Mas ainda posso ajudar!

Conte-me suas histórias

Quero até o teu sofrer

E ouvir as tuas glorias

E também o teu querer!

Conte-me o teu passado

O presente e o amanhã

E ao levantar do estofado

Não me veja um Don Juan!

Quero ouvir os teus temores

E a fonte do teu poder

Sobre todos teus amores

Que teve e ainda irá ter!

Sobre a fruta que mais gosta

Quer seja morango ou maçã

Contigo faço uma aposta

Vai achar-me um Dom Juan...

Pois nestes tempos de miséria

Onde ninguém ouve ninguém

Ouvir é uma coisa muito seria

É ser um Don Juan Também

Abra teus sonhos aos meus ouvidos

Conte-me teus maiores medos

Desde um sorriso até os gemidos

Não me esconda teus segredos!

E ao acordar então do transe

Não serei eu o teu Tarzan...

Comigo não tem nenhuma chance

Perdão... Não sou eu o Don Juan!

By Osny
Postar um comentário

Postagens mais visitadas