PERDI MEU GRANDE AMOR


Ontem eu perdi um grande amor
Alguém que eu estava apaixonado
E é imensa a grandeza dessa dor
E me deixou assim desesperado!
Hoje eu vi o buraco em meu peito
E consequências de um ato infantil
Sem chances de volta não tem jeito!
Sinto-me um zumbi a vagar nesse Brasil.
E o meu teclado acho que vou pendurar
Pois não tenho mais vontade de escrever
E se meu luto para sempre então durar
Deixo a poesia para o próximo que vier!
Acabou... Não tenho mais inspiração.
Nem sinto mais vontade de compor
E por consequência sobrou-me solidão
E um pedido... Volte! Volte por favor!
E se as palavras me sorrirem outra vez
E me quiserem então para lhes comandar...
Acaso eu ainda esteja em lucidez
Então somente talvez eu pare de chorar...
Quando eu olho o retrato na parede
Ou ali na tela do computador...
Minha alma dela sente sede
E sacia-la eu quero nos encantos do amor!
Ah! Que me derramo aos poucos
Que quase eu perco os sentidos
Nos prantos calados dos lobos
Aos uivos de dor e gemidos!
Na batalha eu perdi a minha força
E prostrado de joelhos fui ao léu
Supliquei e implorei a Sinhá Moça
Enquanto ela fitava São Miguel!
Eu vi minha mão largar a espada
E fechando lentamente os meus olhos
Perdi pra sempre uma alma mui amada
E pesadelos me possuíram em vez de sonhos!
E a morte ao guerreiro é um descanso
Mas a vida é o maior castigo ao perdedor
E tal qual mendigo quanto mais eu avanço
Muito mais distante eu fico do amor!
Eu queria ao menos mais uma chance
Mas nesse tribunal não passo de um mero Réu
E sei que pedir a Deus é minha chance
De me ver ao lado de São Miguel.
By Osny
1 comentário

Postagens mais visitadas