ABSTINÊNCIA


Depois de muito tempo
Acordei sem inspiração
A causa desse sofrimento
É sem consequência ou razão!
Essa cruel abstinência
Tem um ciclo vicioso,
Causa certa dependência
Pois escrever é tão gostoso!
E é uma coisa que vicia
Que me sinto um passarinho
A minha alma está vazia
Sem ideia ou carinho!
Meus pensamentos voam longe
Por sobre o Saara
E me sinto perdido hoje
Com este tsunami que não para!
Pois as letras estão de férias
E as palavras estão em greve
Escrever é coisa séria
E é tudo o que me serve!
E a caneta com a qual escrevo
Traz-me os versos decorados
E terminando eu percebo
A falta que faz os meus teclados!
Escrevi este poema
No tempo de dois semáforos fechados
Mas se for ver não vale a pena
De tê-lo aqui postado!
By Osny
Postar um comentário

Postagens mais visitadas