APAIXONADA

Sempre levada às brecas
A sapeca das sapecas
Com rostinho de boneca
E jeitinho de moleca
É o nosso bem maior!
Mas também ela se cansa
Deita consigo e amansa
E não há quem avança
Perturbar?  Ela é a melhor!
E quando fica ali no cantinho
Sente a falta de um carinho
E se aloja em seu mundinho
Aí ela se abraça com jeitinho
Procurando se encontrar!
É tão difícil vê-la sisuda
Não que isso nos confunda
E o humor quase não muda
Graças ao oriente e ao Buda
Ela tenta lhes apaixonar!
Pois escorre em suas veias
Aquela magia de luas cheias
O balé que lhe incendeia
É para alguém que já sapateia
E que lhes faz encantar!
Ela apaixona com vontade
Transformando em bondade
Apaixonando até a simplicidade
Que nem a publicidade
Pode parar o seu criar!
E aí eu lhes pergunto:
Dou um premio se merecer
Hoje quem é o alvo do assunto
Que foi apaixonada ao nascer?
Até eu fui apaixonado
É contagiosa essa alegria
Você se sente batizado
Espalhando essa harmonia!
Então a vemos assim deitada
E consigo mesmo abraçada
Apesar de tudo sabe que é amada
Mas quer ser amante, mulher e namorada...
E se ama a cada amanhecer!
By Osny 
2 comentários

Postagens mais visitadas