VELHICE

De repente...
Era como se esquecesse
A mente outrora brilhante
Simplesmente desaparecesse!
Como os tempos se movem
Tal qual essa esquisitice
Na mente ainda sou jovem
Mas fora dela eis a velhice!
Minha memória já tão fraquinha
Como se a lembrança sumisse
Nem lembro se no Brasil houve rainha
Acho que é a tal da velhice!
Já se foi meu país de maravilha
 E nem imagino quem seja Alice
Nem sei se é a lua ou o sol que brilha!
Tudo bem... Chegou à velhice!
Sobre o que escrevia não lembro
Nem o porquê de tal tolice
Talvez estejamos em junho ou setembro
Creio que se resuma em velhice!
Mas isso tudo eu já te disse
E nem quero passar que sou rude
E não me importaria se não visse
A tal fonte da juventude
Trucidar a minha velhice!
By Osny
1 comentário

Postagens mais visitadas