O RESTART DOS VALORES


O mundo tem respirado a violência
Em cada lar, na TV uma indecência,
A internet e o tal do imediatismo
E a Mídia. É o teor do pessimismo!
A terra está em coma alcoólico
Chega até ser um fato histórico
E as drogas voam sem censura
Destruindo a antiga estrutura!
Com o restart na obsoleta moral
Apologia de drogas, apelo sexual...
Que vem com a inversão de valor
Muitos correm em busca do amor!
Videogames montam a decadência
A hombridade registra sua ausência
Musicas que estruturam todo caos
E dá lugar aos pensamentos maus!
No campo ou mesmo na cidade
Virgindade deu lugar à atrocidade
Perdeu-se a tal estima pela vida
E ela pra sempre ficará mantida!
Baixaria de filhos mães e de pais
As ruas esgotaram o cálice de paz
Corroborados em nosso dia a dia
E sobrou o ódio, a dor e a agonia!
Olhe a sua volta e me diga o que vê
Imagens subliminares nos rádios e TV
Os desenhos e os filmes de cinema
Mas ninguém vê nisso um problema!
Os maus discentes aliados ao governo
Salas que refletem o próprio inferno
Que exterminam com a tal educação
Uma imaginária e decadente evolução!
Vejam as filas intermináveis em hospitais
E os tem tratado como pobres animais
Que menosprezam as cegas a população,
Que não enxergam um palmo da visão!
Esperançosos de uma ação magica
Amam essa ideia fútil e até mesmo sádica
O povo enche as caixas de reclamações
Não optam mesmo tendo muitas opções!
Proliferam roubos, furtos e latrocínios...
A imundícia cresce nos campos de extermínios
Nas esquinas, nas fontes, nas casas e ruas!
E da justiça cai o manto...
Deixando nossas mulheres nuas.
By Osny
Postar um comentário

Postagens mais visitadas