POETA DE PEGADA

Poeta bom e de pegada
É o que faz a mulher sentir prazer
Faz com que ela se sinta amada
No momento que começa a ler.
Ela sente o corpo todo arrepiar
Sente a voz dele falando ao ouvido
Sente o coração parar e acelerar
Simplesmente enquanto é lido!
Poeta bom e de pegada
É aquele que se insinua
A alma dela é lavada
Em qualquer canto e até na rua!
Ela sonha e implora
Quer ouvir ao menos um versinho
Tem aquela que até chora
Desejando um carinho!
Ele fala dos olhos dela
E também do narizinho,
Repete o quanto é bela
E elogia o seu pezinho.
Floreia belos galanteios
E se diz um bom amante,
Facilita os devaneios
É protagonista, autor e figurante...
Ele sabe o que dizer
E não tem hora errada,
Somente pra ela ler
O quanto é desejada!
Ela sente as suas mãos
E o queixo dele em seu pescoço
Ele respeita os teus nãos
Mas os rompe sem esforço!
Na leitura o lábio morde
Ela diz: como eu não sei!
Mas ela o trata como um lorde
E o veste como um rei!
Poeta de pegada ao escrever
É aquele que fala o que ela quer ouvir,
E quando escreve simplesmente dá prazer
Poeta bom é o que a faz chorar e sorrir.
Ela sente sua alma arder
E pelo corpo todo, uma inquietação,
Cada linha que ela lê, o sente lhe morder,
Ele é o tipo que não se cobra a atenção!
Não é difícil encontrar
O poeta de quem falo
Mas se me perguntar
Por ciúme eu me calo.
Pois poeta bom e de pegada
Para ele não há concorrência
A mulher fica apaixonada
Sem nenhuma coerência.
Mas irei lhe dizer
Um dia eu serei assim
Quando você me ler
Terá saudades de mim.

Osny Alves
4 comentários

Postagens mais visitadas