MODERNIDADE

Milhares de corpos para todos os gostos

E o caos fervilha nas ferrovias do metrô

São tantas diferenças de muitos rostos

Que se misturam pelas frestas do vitrô!

São escadas rolantes e chão deslizante

Que faz do cidadão um tanto sedentário

É um feito mágico inovador e eletrizante

E a magnitude daquilo que é extraordinário!

Cada estação tem um modelo faraônico

A tantos e tantos metros dentro do chão

Algo imponente suntuoso e arquitetônico

Que foi construído com enorme paixão!

Formigueiro de belas pessoas estranhas

E Indago-me de onde cada uma aparece?

Milhares de dezenas surgindo das entranhas

E do mesmo jeito uma por uma desparece!

A parede de proteção que chega enganar

Que parece um metrô ali estacionado

Que você distraído se pega a pensar...

Pois é lindo e perfeito e todo espelhado!

Dou meus parabéns a tal modernidade

A pressa do dia-a-dia não nos deixa perceber

Como é encantadora essa nossa cidade

Que ano após ano não pára de crescer!

By Osny
Postar um comentário

Postagens mais visitadas