ELIS ELIS


Como o urrar do leão
Quando chama a leoa
Assim é meu Maranhão
Lugar onde a terra boa!
Onde o raio dali permeia
Tingindo teu cabelo de sol
Mesma cor daquela areia
A se estender pelo arrebol!
Ao imaginá-la deitada
Sobre um lençol tão imenso
Coberta simplesmente de nada
Com o sussurro só do silencio!
Que surge lá bem ao longe
Sempre, sempre que amanhece...
Assim como me chama hoje
Aquele lençol maranhense.
Sinto falta do rio preguiça
E da praia que o vento devora
E o meu coração sempre chora
Ao me lembrar do chá de melissa!
Que me sinto feliz! Feliz!
Do açaí...  Ai que vitamina
Quando vejo essa menina
 Minha dengosa Elis...
By Osny 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas