CORPOS ARDENTES


Ah! Quem dera eu ser essa pecinha
Que desliza por este seu corpo ardente
Ah! Se minha língua fosse essa calcinha
Você sentiria pulsar o meu coração latente!
E por teu corpo inteiro mandar mil beijos
Subir a língua e cobrir o núcleo da nudez
Jamais deixa-la a mingua de seus desejos
E ensejos e se for não mais que uma vez!
Sentir o doce sabor de seu néctar floral
E nestas curvas de seu corpo me perder
Lambuzar a minha boca do seu mel
Ver você num ninho lindo estremecer!
Só em sair do normal desse cruel marasmo
Permita-me curá-la da mesmice desse tédio
Prometo-lhe então o mais profano orgasmo
Ao penetrá-la com olhares de assedio!
Venha e entregue teu corpo e teus segredos
Deixe-me abraça-la e tê-la em minhas mãos
Sentir em tuas entranhas os meus ágeis dedos
Numa sinfônica melodia dos teus nãos!
Presenteio-lhe com um arco-íris destas pecinhas
Só para recordar de minha pessoa toda vez!
E ao deslizar por teu corpo será então a minha...
A minha língua tenra e macia a cobrir tua nudez!
By Osny
Postar um comentário

Postagens mais visitadas