Estação Primavera

Lá vem o caçador de borboletras
Correndo pelos campos florais,
Seu cérebro uma constelação de estrelas
De dons poéticos excêntricos e divinais!

Que brinca com ricas rimas perdidas
Em meio à flores, rosas e jasmins,
Em vales de paixões contidas
Sentidas e plantadas num belo jardim! 

Corre nu de inocência de essência
Num versejar duma áurea tão bela,
Corre a saudar com enorme fluência
De singela aparência a estação primavera! 


Osny Alves
Postar um comentário

Postagens mais visitadas