Deite Aqui Ao Meu Lado

Venha! Deite aqui do meu lado
Faça um carinho e um cafuné,
Retribuirei d’um jeito delicado
A começar massageando o teu pé!
Venha! Desarme teus bloqueios
E mostre-me os teus segredos,
E repita-me aqueles galanteios
Sem as neuras dos teus medos!
E por todo meu corpo distribua
As doces carícias de tuas mãos,
Para que então eu retribua
Sem a vil censura dos teus nãos!
 Eu quero sentir aquele fogo
Que tantas vezes me disse ter
Venha! Deite aqui, pois eu te rogo!
Em desejos não me deixe perecer!
Não fique sentado aí sozinho
A noite é fria e a cama é quente,
Você também precisa de carinho
E eu sei que é um bom amante!
Não precisa de um incentivo
Venha! E não me deixe insistir,
O clima está convidativo
 Eu sei que não conseguirá me resistir
Este lado está vazio
E tem seu nome nele,
Não fique aí tão arredio
Vamos curtir ao som de Adele!

By Osny Alves
2 comentários

Postagens mais visitadas