OÁSIS

Fico olhando o horizonte
Perdido e resoluto
Num olhar penetrante
Profundo e absoluto!

Sem nenhuma vontade
De trabalhar, e de sonhar,
 Sinto a beira da maldade
Empurrando-me a espreguiçar!

Ah essa tristeza que não passa!
Quero muito me desvencilhar
Deste ano mais sem graça
Que insiste que não quer acabar!

E assim eu vou levando
Esses meus últimos dias
Dia sim vou trabalhando
Dia não são agonias!

As semanas me são sérias
Quando também me é o ano!
Ah venha logo minhas férias
Que a muito eu te amo!

By Osny S. Alves, Professor.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas