DESEJOS

Sou a agua na tarde quente
Que você deseja se refrescar
Sou aquele bom amante
De quem você vive a sonhar!
Quando passo sou a brisa
Dou-lhe calor, às vezes frio.
Aquela mão sob sua camisa!
E que lhe provoca arrepio...
O desejo ardente em teu seio
O hálito quente a nuca!
Sou aquele esperado e-mail
O que almeja e não passe nunca!
Sabe aquela sua vontade crua?
Que quando deitas me desejas...
E ali a sonhar nua...
Em meu corpo me beijas.
Aquele desejo velado, caído...
Que te escapa por entre os dedos!
Sou o teu amor proibido...
O mais tenro dos teus segredos!
Aquela mão que te afaga a face
Sou o que ouve e te da atenção...
O desejo que em tuas entranhas nasce
Sou o perigo com sabor de sedução!
Sabe aquela leitura que te é provocante?
Que as escondidas às vezes a lês?
Sou eu aquele bom amante...
Com mil formas como agora tu vês!  
Sou o chocolate que dizes não gostar
E sonha lambuzar-se de quando em vez...
Sou teus olhos no espelho a olhar
Quando no reflexo mostro sua nudez!
Sabe aquela vontade do imaginário
Que deveras te sentes agora?
Então! Posso ser o cara do armário
Que discretamente te namora!


By Osny de S. Alves
Postar um comentário

Postagens mais visitadas