De Repente Morreu...

De repente não se manda mais carta
Envelope selado em ocasiões especiais,
De repente tudo aqui virou sucata
E no mundo não há mais mortes naturais!
De repente o bullying virou crime
Brincadeiras de rua pena de morte,                 
Diálogo em casa trocado pelo ciúme
E quando há... Chamamos de sorte!
De repente o mundo todo mudou...
Não há mais calor e nem o pensamento
Não há mais falatório no recinto, acabou!
Sem beijos, cavalheirismo, sentimento...
Foi trocado o toque e o ser tocado
O afago, o acarinhar, e as preliminares,
Extinguiu-se a conversa por completo
E quando escrevem comem virgula e o “S”,
Simplesmente morreu o amor e o afeto
Mas sobrevive duramente o querido SMS!

                                        Osny Alves



Postar um comentário

Postagens mais visitadas